PUBLICIDADE

terça-feira, 9 de julho de 2013

New Fiesta Sedan 1.6 Titanium 2014; fotos, preço e especificações

09/07/2013 Carros do Álvaro — Rodamos com a versão topo de linha, equipada com o câmbio automatizado Powershift.
O New Fiesta Sedan 2014, que começa a ser vendido nas concessionárias de marca este mês, desembarca em terras brasileiras vindo do México. Diferentemente do New Fiesta hatch que ganhou produção nacional devido ao alto volume de vendas, o sedã continuará sendo importado. A fabricante norte-americana aposta que a quantidade de carros vendidos mensalmente será a mesma do modelo anterior à reestilização, ou seja, cerca de 1.500 unidades.

Trazendo como atributos o visual renovado, o bloco Sigma 1.6 16V Flex e opção de câmbio automatizado Powershift, o sedã reestilizado chega em duas versões de acabamento: SE e Titanium.

Na versão de entrada, a SE, com câmbio manual, o sedã parte de R$ 49.990 e traz de série airbag duplo, direção elétrica, freios com ABS, ar-condicionado digital, assistente de partida em rampa, trio elétrico, sistema multimídia SYNC, rodas de 15 polegadas, entre outros equipamentos. Com a transmissão Powershift, o preço sobe para R$ 53.640.

A topo de linha, Titanium, com transmissão manual, tem preço sugerido de R$ 55.340. Nessa configuração o sedã já sai de fábrica com o mesmo pacote do SE, incluindo cinco airbags a mais (totalizando sete), rodas de 16 polegadas, piloto automático, sensor de estacionamento traseiro, retrovisor eletrocrômico, entre outros itens. Equipado com o câmbio Powershift de seis velocidades parte de R$ 58.990.

Segundo a Ford, o New Fiesta Sedan é um compacto premium. E a fabricante se apega à lista recheada de equipamentos para fazer tal afirmação. Tanto é que para Oswaldo Ramos, gerente de marketing da marca, os concorrentes do modelo não são os sedãs responsáveis por grande volume de vendas e boa relação custo-benefício como o Chevrolet Cobalt, Nissan Versa e Renault Logan. “O nosso New Fiesta Sedan é um compacto premium. Não é um carro para brigar com o Cobalt”, enfatizou. Ainda segundo o executivo, os principais rivais do modelo são o Honda City, Polo Sedan, Fiat Linea e Chevrolet Sonic.

A Ford vai além e faz questão de ressaltar que o trabalho de renovação visual foi feito para remeter ao sedã grande Fusion. Tanto é que na apresentação do veículo, executivos da marca chegaram a mencionar que, em termos de aparência, o New Fiesta Sedan é um “mini Fusion”. Ainda durante a apresentação do Fiesta o sedã Fusion foi citado diversas vezes, porém o Focus, próximo de ganhar uma nova geração, sequer foi mencionado. Vale destacar que a expectativa é de que o Focus de entrada chegue com um preço parecido com o do New Fiesta Sedan topo de linha.

Volta rápida: New Fiesta Sedã Titanium
Assumimos o volante da versão Titanium do New Fiesta Sedan por cerca de 30 quilômetros, partindo de Campos do Jordão (SP) e percorrendo cidades vizinhas na região Sul de Minas Gerais. O modelo avaliado contava com a transmissão automatizada de dupla embreagem, batizada pela Ford de Powershift. Esta é a configuração top de linha, que tem preço sugerido de R$ 58.990 e deve responder por cerca de 50% do volume da gama.

Durante o test-drive nas sinuosas estradas da região exigimos bastante do propulsor Sigma 1.6 16V, que entrega 125/130 cavalos de potência com gasolina/etanol. Vale frisar que o conjunto já utiliza o sistema de partida a frio chamado "Ford Easy-Start", que dispensa o tradicional “tanquinho” de gasolina usado nos veículos flex.

Durante o trajeto foi possível perceber que o propulsor possui bom fôlego, porém a quantidade de curvas, subidas e descidas exigia trocas rápidas de velocidade e o câmbio Powershift se mostrou “perdido” em alguns momentos. A alternativa para melhorar a condução foi assumir o controle das trocas utilizando os botões na própria alavanca, que permitem subir ou diminuir as marchas.

Merece destaque o bom acerto da suspensão, que confere conforto e, ao mesmo tempo, rigidez para encarar curvas. A direção elétrica também leva ponto positivo, já que facilita na hora da realização das manobras.

Segundo a Ford, a média de consumo da versão Powershift é de 7,9 e 11,4 km/l com etanol/gasolina em circuito urbano e 9,9 e 13,9km/l com gasolina/etanol em trajeto rodoviário. Essas médias conferiram ao sedã nota A no programa de eficiência do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) e Conpet (Programa Nacional da Racionalização do Uso dos Derivados de Petróleo e do Gás Natural).

Viagem a convite da Ford.
Texto: Larissa Florencio / Fotos: Divulgação / Fonte: Carsale

Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

POSTS RECENTES

PUBLICIDADE

10 POSTS MAIS LIDOS

VEÍCULOS MAIS VENDIDOS - AGOSTO DE 2014

FIAT PALIO 14.305
VOLKSWAGEN GOL 14.198
FIAT STRADA 12.849
FIAT UNO 10.922
CHEVROLET ONIX 10.285
HYUNDAI HB20 9.074
FORD FIESTA 8.505
FIAT SIENA 8.469
VOLKSWAGEN FOX 7.480
10º RENAULT SANDERO 7.278