PUBLICIDADE

sábado, 8 de dezembro de 2012

Novo Chevrolet Onix LT 1.0 2013: preço, consumo e ficha técnica

08/12/2012 Carros do Álvaro — Carro da GM oferece bom espaço e um desempenho mediano.

O Chevrolet Onix foi um dos lançamentos mais esperados da GM em 2012. O carro hatch, que chegou às concessionárias nas versões de acabamento LS, LT e LTZ, veio com a árdua missão de substituir o consagrado Chevrolet Corsa.

Para ter ideia do tamanho do fardo, o ex-modelo da GM marcou mais de 25 mil unidades emplacadas em 2012, mesmo tendo a sua produção encerrada na metade do ano.

Avaliamos o Chevrolet Onix, versão LT, equipado com o motor 1,0L. Apesar de termos rodado por um pequeno trecho com o carro, foi possível encontrar boas qualidades no novato. Os pontos fortes ficaram por conta do espaço interno, da boa dirigibilidade e da robustez.
Com uma mísera regulagem de altura para o assento, de série em todas as versões, e com uma boa regulagem para o volante, não foi difícil se encaixar no Onix. O banco de espuma bem densa também favoreceu para uma viagem mais confortável, a qualidade é válida para a posição do motorista e a do passageiro.

Se a posição de dirigir é boa, a de pilotagem também se sobressai. O ponto falho ficou apenas por conta da visão apresentada pelo retrovisor interno.

Durante o percurso, ficou notória a boa resposta apresentada pelo conjunto suspensão e volante do Onix. Para os amantes da marca, daria até para dizer que o hatch perdeu aquela maciez, se rendendo ao formato mais esportivo dos carros orientais. Nada de estranho, pois o Onix usa elementos do Sonic. Outro item parecido com o irmão oriental é a transmissão manual de cinco velocidades, a mesma que também é empregada do Chevrolet Cobalt. De fácil manuseio e de boas respostas, ela foi precisa em todas as situações do percurso.

A “brincadeira” só ficaria melhor se o motor 1,0L respondesse com a mesma pegada. Com 80 cavalos quando abastecido com etanol e 78 cv com gasolina, ambos a 6.400 rpm, o conjunto é um pouco fraco com os 1.019 kg de peso em ordem de marcha. Ele pode até ir muito bem aos veículos mais leves, mas no Onix que declara uma capacidade de carga de 428 kg ele fraqueja. Repare que a relação peso/potência do Onix é de 12,7 kg/cv, 18 kg/cv quando carregado com carga máxima.

Ficha técnica

Chevrolet Onix LT 1.0

Motor 1.0: Flex, dianteiro, transversal, 999 cm³, quatro cilindros em linha, duas válvulas por cilindro e comando simples no cabeçote. Injeção multiponto sequencial e acelerador eletrônico.
Potência máxima: 80 e 78 cv a 6.400 rpm com etanol e gasolina.
Torque máximo: 9,8 e 9,5 kgfm a 5.200 rpm com etanol e gasolina.
Aceleração de 0 a 100 km/h: 13,3 e 13,7 segundos com etanol e gasolina.
Velocidade máxima: 167 e 162 km/h com etanol e gasolina.
Diâmetro e curso: 71,1 mm X 62,9 mm. Taxa de compressão: 12,6:1.
Pneus: 175/70 R14 (LS) e 185/70 R14 (LT).
Peso: 1.012 kg.
Transmissão: Câmbio manual com cinco marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira.
Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com molas helicoidais com carga lateral, amortecedores telescópicos e barra estabilizadora. Traseira semi-independente com eixo de torção, molas helicoidais e amortecedores telescópicos hidráulicos.
Freios: Discos na frente e tambor atrás. ABS de série.
Carroceria: Hatch em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 3,93 metros de comprimento, 1,70 m de largura, 1,48 m de altura e 2,52 m de distância entre-eixos. Oferece airbag duplo de série.
Consumo (álcool):
Ciclo urbano: 7,3 Km/l de álcool
Ciclo rodoviário: 8,7 Km/l de álcool
Consumo (gasolina):
Ciclo urbano: 10,6 Km/l de gasolina
Ciclo rodoviário: 12,9 Km/l de gasolina
Capacidade do porta-malas: 280 litros.
Tanque de combustível: 54 litros.
Produção: Gravataí, Rio Grande do Sul.

Dimensões e capacidades

Com 1.964 mm de largura e 3.930 mm de comprimento, o novo GM tem 2.528 mm de entre-eixos. A fabricante faz questão de valorizar esse número, indicando que o Cruze, por exemplo, possui um entre-eixos bem próximo do compacto (2.685 mm).
Compartimentos pequenos

Não tem como fazer milagre. Se o espaço interno é bom, o dos compartimentos é restrito. Para oferecer um bom espaço para as pernas do passageiro dianteiro, a GM reduziu o tamanho do porta-luvas. Em release a marca escreve assim: o compartimento é discretamente percebido, estando localizado em uma posição ligeiramente mais alta do que a convencional, conferindo melhor acesso, visibilidade e espaço para o passageiro do banco da frente.

Outro item prejudicado em prol do bom espaço interno foi o porta-malas, com 280 litros de capacidade ele é menor ou igual ao dos modelos da concorrência. Outro detalhe ruim do compartimento de carga é o seu difícil acesso, por causa do desenho da “boca”. 

Nas entrelinhas 

Com cara de Cruze e traseira de Volkswagen Gol, o Onix apresenta evidências claras de ter saído tarde do forno. Ou seja, poderíamos dizer que o Agile, feito na plataforma do Corsa 1, deveria ter sido na verdade o Onix. Acontece que na época do lançamento do Agile, a plataforma GSV ainda não existia por aqui. O diretor executivo de Design da GM América do Sul, Carlos Barba, garante que os primeiros esboços do Onix surgiram em 2009, mesma época do lançamento do Agile.

Outro fato que comprova a superioridade do Onix é o da preexistência de uma família. O miniCaptiva, por exemplo, chega ao México, em dezembro de 2012. No Brasil, o SUV do Onix poderá levar o nome de Trax, sem fazer a confusão com aquela marca de motocicletas. Vale lembrar que o Agile até que ameaçou criar filhos em 2010, ao lançar o GPiX no Salão do Automóvel. Resumidamente, o Onix decreta a morte do Agile.
Versões, valores e pacotes

LS 1.0 R$ 29.990: Direção hidráulica, pneus 175/70 R14, freios ABS/EBD, airbags frontais, desembaçador e limpador traseiro e cintos de segurança dianteiros com ajuste de altura.

LT 1.0 R$ 31.690 (LT 1.4 R$ 35.290): Todos os itens presentes na LS e ainda dispõe de pneus 185/65 R14 (R15 na versão LT 1.4), abertura elétrica do porta-malas pela chave, acionamento elétrico das travas das portas, acionamento elétrico dos vidros dianteiros, alarme, antena, banco do motorista com regulagem de altura, banco traseiro bi-partido (60/40) e chave do tipo canivete.

LTZ 1.4 R$ 41.990: Itens da LT com pneus 185/70 R15, acionamento elétrico dos vidros traseiros, ar-condicionado de série, computador de bordo, conexão Bluetooth para celulares, conjunto de alto-falantes (2 dianteiros e 2 traseiros), entrada USB, espelhos retrovisores com controle elétrico, faróis de neblina, rodas de alumínio com acabamento diamantado e sistema multimídia MyLynk, este último opcional na versão LT.

Nenhum comentário:

PUBLICIDADE

POSTS RECENTES

PUBLICIDADE

10 POSTS MAIS LIDOS

VEÍCULOS MAIS VENDIDOS - JUNHO DE 2014

FIAT PALIO 14.080
VOLKSWAGEN GOL 13.167
CHEVROLET ONIX 10.993
FORD FIESTA 10.701
FIAT STRADA 10.561
HYUNDAI HB20 9.528
FIAT SIENA 8.544
FIAT UNO 7.580
CHEVROLET PRISMA 7.219
10º VOLKSWAGEN VOYAGE 6.953

PUBLICIDADE